O fim-de-semana foi todo ele cheio de bons planos, daqueles que me fazem sentir “hoje aproveitei bem a folga” sabem. Acordei cedo, rumei ao mercado bio do Campo Pequeno para comprar morangos e mirtilos no espaço da Quinta do Arneiro, segui para o ginásio, fui ao dentista buscar o meu plano de invisalign e ainda passei pelo Paleo Kitchen para experimentar o brunch! Isto tudo numa manhã. Ufa Andreia, como consegues ser tão enérgica?

Nem eu sei, aliás sei, uma parte é provavelmente genética porque os meus pais também são assim e outra é o facto de o bom tempo estar de regresso, o sol tem uma influência tremenda na minha energia e humor – fico cheia de vontade de fazer coisas!

E depois de uma manhã sem parar, soube-me bem aquela pausa num sítio que é uma verdadeira lufada de ar fresco para o paladar mas sobretudo para nossa saúde. É um restaurante que segue a filosofia paleo ou seja, sem alimentos processados, corantes, conservantes e sem açúcar refinado. O peixe é selvagem e provém de pesca sustentável, a carne biológica assim como os ovos, frutas, vegetais e demais ingredientes utilizados. Nesta cozinha não entram cereais nem derivados, glúten, lacticínios ou leguminosas. E por estranho que pareça (já que cortam com tanta coisa), a carta está recheada de pratos saudáveis.

O brunch do The Paleo Kitchen é servido de segunda a sábado e está disponível em formato menu (existem três menus com preços que vão desde os 17€ aos 27€) ou em pratos isolados. Eu, que estava esganada de fome pedi na loucura dois pratos: os ovos mexidos com bacon e abacate e as panquecas de batata doce e especiarias. Só de rever estas imagens fico com água na boca, porque estavam ambos muito bem servidos e deliciosos ao ponto de não ter sobrado NADA no prato. Acompanhei com um cremoso Almond & Matcha Latte – todos os leites vegetais são feitos na cozinha.


Mesmo cheia e a rebolar tive ainda oportunidade de provar o iogurte de côco e baunilha (também ele caseiro) que vem acompanhado por granola de sementes – absolutamente divinal. Sabem quando estão cheias mas não conseguem parar de comer porque tudo está muito saboroso? Foi tal e qual tanto arrisco mesmo em dizer que este foi um dos meus brunchs favoritos dos últimos tempos, provavelmente por seguir muito daquilo que procuro para a minha alimentação diária – comida de verdade, com sabor e rica em nutrientes.

Agora a ver se regresso para um almoço ou jantar!


The Paleo Kitchen
Rua Latino Coelho, 31, Saldanha, Lisboa
Segunda a Quinta 10h – 23h
Sexta e Sábado 10h – 24h
Zomato

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *