A nossa ida para o Algarve há umas semanas atrás foi a derradeira despedida do Verão… bom pelo menos para nós que para já não tencionamos tirar mais dias de férias fora uma ou outra escapadinha que temos em mente.

Ficámos num dos apartamentos que fazem parte do Real Marina Hotel em Olhão e não podia ter sido melhor escolha… mesmo! Bem localizado, com vista para a Ria Formosa, a poucos passos do centro e do barco que nos levava para a ilha, para as praias, ou seja, nem foi preciso carro para nada, tirando claro uma rápida passagem pela zona da Fuzeta. A melhor parte a meu ver (e que merece ser amplamente divulgado) o facto de termos levado o nosso Alvim connosco. Tal como eu tinha partilhado neste post, muitas vezes deixamos de fazer escapadinhas pelo facto da maioria dos hotéis em Portugal ainda não permitirem animais. Sad but true…

Felizmente as coisas têm vindo a melhorar e são também cada vez mais os hotéis que têm esta preocupação presente e que mais do que permitirem que os animais nos acompanhem, criam condições para que tudo corra pelo melhor o que foi o caso e que nos deixou muito felizes e até surpreendidos devo-vos dizer…  Á chegada o Alvim tinha todo um espaço dedicado a ele com uma cama, taças para água e comida, sacos e resguardos, um brinquedo e até biscoitos – que o levaram literalmente à loucura… ou seja, fizeram-nos sentir desde o primeiro momento em casa.

Para além disso, têm também diversos serviços à disposição para quem se faz acompanhar pelos seus animais de estimação, como por exemplo uma tour especial por Olhão – a “Cãominhada” – e caso necessário, dispõem de todas as informações relativamente a parques locais, pet sitting, banho e tosquia, veterinário, etc. É importante também referir que para além do valor habitual pelo alojamento, o hotel cobra uma taxa diária de 25€ por dia, sendo que são doados 2€ (por cada dia) para a ADAPO – Associação Defesa dos Animais e Plantas de Olhão que tem como missão melhorar as condições de vida dos animais. Podem consultar todas as informações por aqui.

Depois de nos instalarmos foi aproveitar o momento! Apesar do calor não ter estado no seu auge (este ano não tive muita sorte com o tempo), deu perfeitamente para conjugar a piscina maravilhosa do hotel com as demais actividades que tínhamos em mente e que envolviam sobretudo passear e conhecer a cidade e claro, como não podia deixar de ser até porque somos bons garfos, provar o peixe e o marisco que tão bem caracterizam esta região.

Fomos também pela primeira vez à famosa ilha do Farol! Apanhámos o barco em frente ao hotel que acabou por ser um momento dois em um por assim dizer – passeio de barco pela Ria que levou cerca de 1 hora (verdade, o barco leva imenso tempo até chegar ao Farol devido às diversas paragens entre a Armona e Culatra) mas sem dúvida que recomendo, valeu a pena pela experiência e pela ilha e a praia que nos deixou deslumbrados, um pequeno paraíso com o mar a dois passos das casas – literalmente!

No centro da cidade gostei especialmente de visitar a Praça de Olhão ao sábado de manhã ou não fosse eu louca por mercados. É o melhor local para umas compras de produtos regionais, vale a pena provar as estrelas de figos e amêndoas que se vendem em várias barraquinhas, as laranjas típicas e claro, peixe fresquíssimo. No centro gostámos também dos gelados artesanais da Mi Amici e das ameijôas do restaurante a Horta. Na despedida passámos ainda pela Fuzeta onde tivemos o melhor almoço das nossas curtas férias no restaurante Casa Corvo – camarões e peixe do outro mundo – daí deixar a nossa recomendação caso passem por lá.

Nós adorámos a experiência, mesmo com um sol tímido foram três dias óptimos para espairecer e respirar ar puro – e é sempre bom conhecer um pouco mais do sul do nosso Portugal, sem ir apenas com o foco na praia. Olhão é uma cidade lindíssima e será um destino a repetir com toda a certeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *